Santa Cruz do Sul sedia conferência sobre controle de infestação em tabaco armazenado

Enviar Por E-mail Enviar Por E-mail Imprimir Imprimir

Cerca de 80 profissionais de 14 países se reuniram no início da semana em evento promovido pelo CORESTA e organizado pelo SindiTabaco.

Maio 2017 – Alguns dos maiores pesquisadores do mundo na “ciência do tabaco” estiveram reunidos entre 08 e 09 de maio, no Hotel Charrua, em Santa Cruz do Sul (RS), para investigar novas tecnologias e conduzir estudos em colaboração para o controle de pestes e sanidade do tabaco em folha. Vernon Schmidt, coordenador do subgrupo Gestão de pragas e saneamento no tabaco armazenado do CORESTA (Centro de Cooperação para Estudos Científicos em Tabaco) abriu o encontro que tem como objetivo promover as melhores práticas neste que é um assunto de crucial importância para a safra: o armazenamento do tabaco. “Temos diferentes ferramentas e práticas de trabalho ao redor do mundo para o controle de infestações. Buscamos com esses encontros coordenar essas informações, buscando as melhores soluções possíveis”, afirmou na abertura do evento.

Formado em 1991, o subgrupo inclui membros de 21 organizações entre fabricantes de produtos do tabaco, processadores e companhias de tabaco, serviços de controle de pragas e entidades focadas em educação e pesquisa. De acordo com Huub Vizée, presidente do CORESTA, a Conferência do Controle da Infestação (CCI) está fortemente comprometida com o treinamento. “A finalidade consiste em assistir a indústria do tabaco no combate a duas pestes pós-colheita: o besouro do cigarro e a traça do tabaco, e os organizadores da CCI desejam estar tão próximo quanto possível às áreas onde o tabaco é armazenado”, explica. Desde 2001, a CCI tem sido realizada num grupo de países do mundo todo – a última reunião ocorrida no Brasil foi em 2009, em Porto Alegre.

O anfitrião do evento, o presidente do Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco (SindiTabaco), Iro Schünke, fez uma breve apresentação sobre o setor e os motivos que colocam o tabaco brasileiro em posição de destaque no ranking mundial de produção e exportação. Participaram representantes de 14 países: África do Sul, Alemanha, Argentina, Bélgica, Brasil, Colômbia, Espanha, EUA, Holanda, Índia, Inglaterra, Japão, Macedônia e Turquia. As discussões continuaram no dia 09 de maio com visita técnica a uma empresa. Saiba mais

SOBRE O CORESTA – O Centro de Cooperação para Estudos Científicos em Tabaco, na sua versão francesa, é uma associação sem fins lucrativos, fundada em 1956, cujo propósito é promover a cooperação em pesquisa científica relativa ao tabaco e seus produtos derivados. A principal atividade consiste em produzir e tornar público boas práticas, relatórios científicos seguros e métodos analíticos robustos, e ainda estabelecer uma rede de contatos para os cientistas. Os membros do CORESTA são fabricantes, universidades, institutos de pesquisa, fornecedores de componentes ou equipamentos, laboratórios independentes ou do governo, associações, etc. Em outubro de 2017, Santa Cruz do Sul será novamente sede de reuniões do CORESTA para apresentação dos trabalhos do grupo de trabalho Agro-Phyto. O programa será anunciado em junho, com a oportunidade para cada delegado apresentar, ouvir, compartilhar e debater sobre estudos, descobertas e aprendizagens. Saiba mais


O presidente do SindiTabaco, Iro Schünke, participou da programação (Divulgação).


Vernon Schmidt, coordenador do subgrupo do CORESTA (Divulgação)

Contato com a Imprensa:

MSLGROUP Andreoli
Camila Holgado – camila.holgado@mslgroup.com – (11) 3169-9322 / (11) 96477-2701
Eliana Stülp Kroth – eliana.stulp@mslgroup.com – (51) 3713-1777 / (51) 9708-5539
Renato Fugulin – renato.fugulin@mslgroup.com – (11) 3169-9318
www.mslgroupandreoli.com.br