PESSOAS COM DEFICIÊNCIA – Profissionalização abre portas para o trabalho

Enviar Por E-mail Enviar Por E-mail Imprimir Imprimir

Alliance One e Senai formaram, ontem, 21 alunos do segundo Curso de Aprendizagem de Auxiliar de Linha de Produção

ALAN FALEIRO

A Alliance One Brasil Exportadora de Tabacos e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) realizaram na tarde de ontem, 20, a formatura do segundo Curso de Aprendizagem de Auxiliar de Linha de Produção para Pessoas com Deficiência (PCDs). Entre os então formandos estava Héctor Marcio Ramos, de 19 anos. Assim como muitos dos seus colegas, nunca haviam tido um emprego, mas agora, com a experiência obtida, sonha com uma oportunidade de trabalho.

Foram 21 alunos que se profissionalizaram e, durante o curso, tiveram sua carteira de trabalho assinada com a Alliance One. A capacitação foi gratuita e contou com uma carga horária  de 800 horas, sendo 400 horas de aulas junto ao Senai de Venâncio Aires e mais 400 horas de atividades práticas na usina de processamento da unidade local da empresa.

O Curso de Aprendizagem faz parte das ações do Projeto Incluir da Alliance One, que tem o objetivo de promover a integração, a aprendizagem e a cooperação entre os colaboradores de todas as unidades da empresa, que foi pioneira nesta iniciativa no setor a nível nacional.

Segundo o diretor de Operações, Fernando Limberger, o curso de qualificação é reflexo da postura que a empresa tem adotado de avanço na questão da acessibilidade e, também, uma forma de gerar uma oportunidade de profissionalização para os PCDs, que podem alçar novos objetivos de vida. Gerente de Recursos Humanos, Vilson Peiter diz que pelo menos 50% dos 41 formados na primeira edição do projeto são, hoje, funcionários da Alliance One. Acrescenta que os alunos desta edição também terão espaço na empresa e serão convidados a compor o seu quadro de funcionários.

Coordenador regional de Educação Profissional e Tecnologia do Senai, Juliano da Silva Pereira reforça que o objetivo é a inclusão no mercado de trabalho. Por isso, destaca a importância das 400 horas de atividades práticas, que permitem aos alunos terem uma real ideia de como funciona o processo produtivo da empresa e também os capacita para o exercício da função tanto na Alliance One quanto em outra empresa.

Diretora do Senai local, Rafaela Laimer menciona que oferecer uma capacitação para PCDs foi encarado com um desafio para instituição, mas os resultados têm superado as expectativas.  “É uma satisfação extra. Mais que educar, nós nos humanizamos. Percebemos que também temos muito a aprender com eles.”

OLHO INFORMATIVO

Alliance One foi pioneira nesta iniciativa no setor a nível nacional

Nesta edição do curso, 21 alunos foram formados
Senai 6
Foto: senai6 – Créditos Alvaro Pegoraro

Hector
Foto hector Formado, Hector sonha com oportunidade de emprego