Momento especial para dez Pessoas com Deficiência

Enviar Por E-mail Enviar Por E-mail Imprimir Imprimir

INCLUSÃO CIDADÃ – Depois de mais de um ano de curso, PcDs vão fazer parte do quadro de funcionários da Universal Leaf

Formandos

A formatura dos cursos técnicos da Escola Senai Carlos Tannhauser teve significado especial para as 10 Pessoas com Deficiência (PcDs) formandos no 1º Curso de Auxiliar de Processamento de Tabaco do Programa Inclusão Cidadã, desenvolvido pela Universal Leaf Tabacos (ULT). São eles: Catiele Xavier Barbosa, Cristian Delgau Brandt, Miriam de Lima da Silva, Peterson José dos Santos, Renata da Silva, Roberto Almeida, Roberto Santos de Oliveira, Tamara Borges Lucas, Teresinha Borges Lucas e Vitória Fontoura da Silva, que, mesmo com algumas limitações intelectuais, puderam ostentar seus diplomas. As aulas foram ministradas pelo Sistema Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) nas instalações da ULT, de outubro de 2014 a dezembro de 2015.

Na solenidade realizada no Teatro Mauá, Cristian Delgau Brandt, ao falar em nome da turma, enfatizou a felicidade pela oportunidade de formação profissional e agradeceu a todos os envolvidos. Emocionados com o progresso do filho, os pais Rosa Delgau e Romário Brandt levaram para o auditório um banner em homenagem ao formando. “Estou que não caibo em mim de tanta alegria, pois estamos vivendo um sonho, que foi sonhado por nós e pelo Cristian”, salientou a mãe. Rosa Delgau disse também que percebeu uma grande evolução em relação à maturidade do filho a partir do ingresso no curso. “Ele está totalmente diferente, não tinha persistência para manter metas e agora está super comprometido com metas e se cobra bastante”, acrescentou.

Em seu pronunciamento, a assistente social da ULT, Carla Berny, disse que, ao certificar os aprendizes PcDs como profissionais capacitados, as empresas fazem a escolha certa. “Para capacitar jovens ou não tão jovens, com ou sem dificuldades de aprendizado, é necessário enxergar todos como aprendizes para o mercado de trabalho dentro da sua individualidade, e para isso o Senai tem profissionais qualificados”, falou. “E podemos dizer que estamos formando hoje pessoas mais comunicativas, comprometidas e responsáveis, pois cada dia de convivência junto a esta turma de alunos especiais, com seus diferenciais respeitados, alcançamos um dos principais objetivos do Programa Inclusão Cidadã, que é formar verdadeiros cidadãos”, acrescentou.

A solenidade contou com a presença do vice-presidente do Centro das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs/Ciergs), Flávio Haas; da diretora do Senai Carlos Tannhauser, Rafaela Allgayer Pereira Laimer; dos professores; de representantes das demais empresas que possuem convênios com o Senai para o oferecimento de cursos profissionalizantes e de familiares dos formandos. Além de turmas PcDs, houve a formatura dos cursos técnicos do Senai.

Ao final do curso na Universal Leaf Tabacos, dia 17 de dezembro, as famílias dos aprendizes foram convidadas para uma manhã de integração. Na ocasião, foi apresentada a avaliação do grupo e os então aprendizes foram oficialmente convidados a fazerem parte do quadro de funcionários da empresa, com explanação aos responsáveis sobre os contratos de trabalho.

O PROGRAMA – O Programa Inclusão Cidadã foi criado pela ULT para sistematizar as práticas de inclusão de Pessoas com Deficiência e empregar força de trabalho diversificada em todos os níveis da organização. O primeiro curso teve 800 horas/aulas e os estudantes participaram da rotina dos demais funcionários, fazendo refeições no refeitório e circulando pelos setores envolvidos no processo de aprendizagem. A parte teórica tratou de assuntos como relações interpessoais, higiene e segurança do trabalho, gestão e capacidades técnicas. E na parte prática, que foi de julho a dezembro, os aprendizes realizaram trabalho supervisionado na linha de produção, com acompanhamento de monitores da empresa.