Educadores do Instituto Crescer Legal visitam propriedades dos jovens aprendizes rurais

Enviar Por E-mail Enviar Por E-mail Imprimir Imprimir

Fevereiro 2017 – Mesmo no recesso as atividades do Programa de Aprendizagem Profissional Rural do Instituto Crescer Legal não param. Os educadores das cinco turmas do curso Empreendedorismo em Agricultura Polivalente – Gestão Rural estão percorrendo o interior de Candelária, Vera Cruz, Venâncio Aires, Vale do Sol e Santa Cruz do Sul, em visitas pedagógicas programadas aos jovens aprendizes e suas famílias. O objetivo dos encontros é estreitar a relação entre educadores, aprendizes e suas famílias para direcionar os cursos desenvolvidos ao encontro dos anseios e necessidades desses jovens.

“Estar com as famílias periodicamente, apresentando o andamento do projeto e conhecendo o jovem dentro do seu ambiente familiar faz com que os educadores se aproximem dos pais, comentando sobre o desenvolvimento dos seus filhos, e recebam em troca um feedback das famílias quanto às expectativas em relação ao curso. O Programa foi desenvolvido para caminhar de forma articulada com a família, a escola e a comunidade do aprendiz”, explica Nádia Fengler Solf, coordenadora do Instituto Crescer Legal.

As visitas ainda estão em andamento. Como resultado, os educadores registram a reação positiva dos pais em relação ao programa. Os relatos são de mudanças comportamentais dos jovens aprendizes, com maior interação entre a família, interesse no andamento da rotina familiar e mais responsabilidade. Por parte dos jovens, a ansiedade é grande para compartilhar vivências do curso em um seminário que acontece nesta quarta-feira, dia 15, em Linha Boa Vista, Santa Cruz do Sul, e para a volta às atividades regulares do curso, marcada para 6 de março.

Fotos: divulgação.

A educadora Bruna Silva com o jovem, Fernando Henrique Petry Barros e sua mãe Cleusa Barros, em Vera Cruz.


A aprendiz Tauany Lyciane Faber, recebendo a educadora Cristiana Rehbein com seus pais Josiane e Ivanir Faber, em Candelária.


A educadora Graziele Pinton com a aprendiz Isabela Beatriz Müller Schwengber e seu pai Claudio Schwengber, em Santa Cruz do Sul.

SAIBA MAIS – O Instituto Crescer Legal foi fundado em 23 de abril de 2015. Já em 2016, implementou o Programa de Aprendizagem Profissional Rural. Atualmente, cinco turmas estão em andamento em Candelária, Vera Cruz, Venâncio Aires, Vale do Sol e Santa Cruz do Sul. O projeto-piloto do Programa de Aprendizagem Profissional Rural é pioneiro e segue os preceitos da Lei da Aprendizagem, oferecendo aos jovens salário proporcional a 20 horas semanais, além de certificação e demais direitos (Lei 10.097/2000 e Dec. 5598/2005). Os jovens são contratados pelas empresas associadas ao Instituto, mas as atividades são todas realizadas na escola parceira, durante o contraturno. O curso tem duração média de 11 meses, com 4 horas diárias de segunda a sexta-feira, totalizando 920 horas. A proposta da formação está voltada para o desenvolvimento de um empreendedor em agricultura polivalente, que planeja e administra unidade de produção. O público-alvo para o projeto-piloto é de adolescentes de 14 a 18 anos, cursando o Ensino Regular e oriundos de famílias de pequenos produtores rurais, em especial produtores de tabaco.

Contato com a Imprensa:

MSLGROUP Andreoli
Camila Holgado – camila.holgado@mslgroup.com – (11) 3169-9322 / (11) 96477-2701
Eliana Stülp Kroth – eliana.stulp@mslgroup.com – (51) 3713-1777 / (51) 9708-5539
www.mslgroupandreoli.com.br