Saiu na mídia


Tabaco evita tombo maior nas exportações gaúchas

 Enviar Por E-mail Enviar Por E-mail | Imprimir Imprimir
364065_22_exportaes

Balanço da FEE apresentado nesta quarta revela que o produto foi um dos que mais cresceu na pauta de exportações do Estado

O Rio Grande do Sul amargou uma queda de US$ 761,4 milhões nas exportações nos sete primeiros meses do ano em relação ao mesmo período de 2011. A variação foi de -6,2%, bem diferente do crescimento de meio ponto percentual verificado em todo o País. Embora tenha verificado a segunda maior queda entre os dez Estados que mais exportam, o Rio Grande do Sul embarcou US$ 10,3 bilhões no período.
Um dos setores que mais contribuiu para evitar um tombo ainda maior nas exportações gaúchas foi o de tabaco. Conforme balanço apresentado nesta quarta-feira, 22, pela Fundação de Economia e Estatística (FEE), de janeiro a julho o volume de fumo embarcado cresceu 26,3% em relação ao mesmo período



Souza Cruz abre vagas para o Programa de Estágio 2013

 Enviar Por E-mail Enviar Por E-mail | Imprimir Imprimir
midia_semfoto3

Universitários podem se inscrever até o dia 11 de setembro
                A Souza Cruz, empresa líder absoluta de mercado no setor de tabaco, acaba de lançar o Programa de Estágio 2013. As inscrições vão até o dia 11 de setembro. Podem participar do processo estudantes universitários de todos os cursos das áreas de Ciências Exatas, Humanas e Tecnológicas, com previsão de formatura para dezembro de 2014. Os candidatos também precisam ter conhecimentos de inglês.
O processo seletivo da Souza Cruz é composto por seis etapas: inscrição e triagem de currículos, teste online, dinâmica de grupo, painel, prova de inglês e entrevista com o gestor. As vagas de estágio estão disponíveis nas regiões Sul, Sudeste e Nordeste do Brasil.O programa tem duração de dois anos. Ao término desse período, o jovem pode assumir uma posição profissional ou participar



Governo promete apoio aos produtores de tabaco

 Enviar Por E-mail Enviar Por E-mail | Imprimir Imprimir
361694_audinciatemerrodrigomallmann

Dois ministros e o vice-presidente da República, Michel Temer, deram ontem garantias de apoio à cadeia produtiva do tabaco. As promessas são resultado de audiências realizadas nessa quarta-feira, em Brasília, com a participação de representantes do setor fumageiro e parlamentares identificados com a produção de fumo. Temer disse que vai levar as reivindicações do setor à presidente Dilma Rousseff.
Representantes da cadeia produtiva do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná participaram da série de audiências no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e Palácio do Planalto. As reuniões foram articuladas pelas Comissões de Agricultura da Assembleia Legislativa gaúcha e da Câmara dos Deputados. As maiores preocupações do setor envolvem a restrição de crédito aos fumicultores, prevista pela Resolução 4.107/2012, do Banco Central, além das imposições da Conferência das Partes (COP 5), que ocorrerá em novembro, na



Ministros vão debater cerco à produção de tabaco

 Enviar Por E-mail Enviar Por E-mail | Imprimir Imprimir
361388_07_tabaco

Audiências ocorrem nesta quarta-feira nos ministérios do Desenvolvimento Agrário e da Agricultura

Representantes da cadeia produtiva do tabaco e de prefeituras da região vão a Brasília nesta quarta-feira, 8, para participar de audiências com os ministros Pepe Vargas (Desenvolvimento Agrário) e Mendes Ribeiro Filho  (Agricultura). Na pauta estarão a resolução do Banco Central que restringe o acesso dos fumicultores a recursos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e os preparativos do Brasil para a COP-5, conferência dos países signatários da Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco que ocorre em novembro na Coreia do Sul.
A primeira audiência será no Ministério do Desenvolvimento Agrário e está prevista para as 11 horas. Líderes regionais vão pedir ao ministro Vargas, que é de Caxias do Sul, que ajude a amenizar os efeitos das restrições ao crédito impostas pelo governo. Trata-se de mais uma medida



Produtores de tabaco se preparam para determinações da OMS

 Enviar Por E-mail Enviar Por E-mail | Imprimir Imprimir
midia_06ago12

A Associação Internacional dos Produtores de Tabaco (ITGA na sigla em inglês) reuniu representantes do Brasil, Argentina, Estados Unidos, República Dominicana, Colômbia, México e Portugal nesta sexta-feira, em Santa Cruz do Sul (RS), para se preparar para as cobranças da 5 Conferência das Partes (COP-5) da Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco (CQCT), que acontecerá em novembro, na Coreia do Sul. Durante o evento foi elaborado um documento com as reivindicações da associação.
O CQTC é o primeiro tratado internacional de saúde pública implantado pela Organização Mundial da Saúde, em 2003, como resposta dos 192 países signatários à crescente epidemia do tabagismo em todo mundo. Entre elas estão as propostas de reduções da área plantada, de crédito aos produtores e pressão pela diversificação nas propriedades como novas fontes de renda, entre outras.
A ITGA argumenta que 30 milhões de agricultores



JTI marca presença na Marcha Global sobre Trabalho Infantil

 Enviar Por E-mail Enviar Por E-mail | Imprimir Imprimir
midia_03ago12_1

Evento aconteceu dias 28, 29 e 30 de julho, em Washington (EUA)
Santa Cruz do Sul (RS), 2 de agosto de 2012 – A Japan Tobacco International (JTI) foi a única empresa do setor de tabaco a participar, nos dias 28, 29 e 30 de julho, em Washington (EUA), da Marcha Global, a Conferência Internacional sobre Mão de Obra Infantil na Agricultura.
O evento, que teve como tema “Das Fazendas e Campos para a Sala de Aula”,  reuniu representantes governamentais, Órgãos das Nações Unidas, Organizações Não Governamentais (ONGs) e duas empresas, a JTI e uma fabricante de chocolates.
Representaram a JTI, os responsáveis pela área de Assuntos Corporativos da empresa no Brasil, Flávio Goulart, e nos Estados Unidos, Ward Anderson. “Foi um privilégio para a JTI fazer parte desta conferência, ratificando os nossos compromissos sociais”, destacou Goulart. Do Brasil, também participaram



Arroio do Tigre ganha Centro de Formação de Jovens Rurais

 Enviar Por E-mail Enviar Por E-mail | Imprimir Imprimir
midia_13julho12_A_1

Evento de inauguração reuniu alunos, pais e lideranças da comunidade na tarde desta quinta-feira
Arroio do Tigre (RS), 13 de julho de 2012 – Na última quinta-feira, 12, uma solenidade no Centro Agrícola de Arroio do Tigre marcou a inauguração do Centro de Formação Técnica para Jovens Rurais, uma iniciativa do Programa Arise – Alcançando a Redução do Trabalho Infantil pelo Suporte à Educação, liderado pela JTI, Winrock Internacional (WI) e Organização Internacional do Trabalho (OIT). Além de autoridades e representantes das entidades envolvidas, participaram da cerimônia e da aula inaugural, os 50 alunos da primeira turma, juntamente com seus pais, e o corpo técnico, formado por professores da Escola Família Agrícola de Santa Cruz do Sul (Efasc).
Durante a solenidade, representantes de sindicatos, entidades rurais e Poder Público foram unânimes em ressaltar a grande oportunidade que os jovens estão recebendo,



Alliance One doa R$150 mil para conclusão da UTI

 Enviar Por E-mail Enviar Por E-mail | Imprimir Imprimir
midia_13julho12

Momento de anúncio do recurso foi comemorado pelos presentes

Após dez anos de sonho e trabalho em prol da construção e efetivação do espaço que será um divisor de águas na qualificação e tratamento de altas complexidades em Venâncio Aires, foi confirmado na tarde desta sexta-feira, 13, o recurso que faltava para colocar em funcionamento a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital São Sebastião Mártir. A empresa Alliance One Exportadora de Tabaco, que recentemente inaugurou seu centro administrativo na cidade, anunciou a doação de R$ 150 mil para conclusão da obra. Conforme a administração do hospital, a expectativa é entregar a UTI à comunidade em até dois meses.
Atendendo pedido do prefeito Airton Artus, da comissão pró-construção da UTI e da comissão intervencionista que administra o Hospital São Sebastião Mártir, representantes da Alliance One conheceram pessoalmente a obra e



Tecnologia, diversão e conhecimento mantêm adolescentes longe das lavouras de tabaco no Rio Grande do Sul

 Enviar Por E-mail Enviar Por E-mail | Imprimir Imprimir
midia_11julho12

Projeto Despertar oferece aulas de reforço escolar, além de artes, informática e esportes em escola de Vera Cruz
O toque da campainha que anuncia o final do turno letivo é o aviso de que mais um período de aprendizado se inicia na Escola Municipal de Ensino Fundamental Jacob Blész, em Vera Cruz (RS). Para 99 alunos do sexto ao oitavo ano do educandário, a dupla jornada é tão comemorada como a hora do recreio. São aulas de informática, teatro, dança, música, esportes variados, preservação do meio ambiente e reforço escolar que motivam crianças e adolescentes de diversos pontos da zona rural a passar mais tempo na escola. Trata-se do Projeto Despertar, desenvolvido desde maio de 2011 na pequena instituição da localidade de Linha Henrique D’Ávila.
– Tanto os alunos quanto os pais passaram a confiar mais na escola desde o



Fumo na lavoura e qualidade de vida em casa: produtores atribuem prosperidade ao cultivo de tabaco no RS

 Enviar Por E-mail Enviar Por E-mail | Imprimir Imprimir
midia_10julho12

A matriarca Julieta Keller e o casal Brum celebram qualidade de vida
conquistada por meio do trabalho nas lavouras de tabaco

Sentados na varanda de casa, Milton, 44 anos, e Dalva de Brum, 47, aproveitam as tardes de sol na localidade de Linha Sítio, em Vera Cruz, no Vale do Rio Pardo, Rio Grande do Sul, enquanto apreciam o tradicional chimarrão gaúcho. A rotina, segundo o casal, traduz a qualidade de vida conquistada graças ao trabalho na lavoura de tabaco da família, cuja liderança foi assumida por eles há cerca de 18 anos. Os 8,5 hectares de terras da propriedade têm espaço ainda para a produção de mandioca, batata e milho, além da criação de porcos, gado e galinhas para consumo próprio. Os Brum estão entre os 187 mil produtores integrados a indústrias fumageiras na região Sul do Brasil, que