Releases


Expoagro Afubra movimenta agricultura familiar e coloca as florestas em debate

 Enviar Por E-mail Enviar Por E-mail | Imprimir Imprimir
thumb-Expoagro

Março 2017 – O presidente do Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco (SindiTabaco), Iro Schünke, participou da solenidade de abertura da 17ª Expogro Afubra nesta terça-feira, 21 de março, no Parque de Exposições, em Rincão Del Rey, Rio Pardo (RS). Considerada a maior feira da agricultura familiar do Brasil, a programação vai até o dia 23 de março. Realizada anualmente pela Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), em 2017 a feira tem, pela primeira vez, uma temática específica: floresta. Seminários e palestras sobre o tema serão realizados, além de atrações como apresentação de novas tecnologias, pesquisas e equipamentos voltados não só à preservação florestal, mas ligados também a outras atividades agrícolas.
Participaram do evento autoridades, representantes de sindicatos, associações, órgãos públicos, produtores, expositores e imprensa. O governo do Estado do Rio Grande do Sul esteve representado pelo vice-governador, José Paulo



Ministério da Agricultura projeta parceria com o Instituto Crescer Legal

 Enviar Por E-mail Enviar Por E-mail | Imprimir Imprimir
thumb-458

Fevereiro 2017 – O Instituto Crescer Legal dá mais um passo para ampliar seus projetos e fortalecer o programa para capacitar jovens do meio rural. Na última quinta-feira, 16 de fevereiro, a instituição recebeu representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) e do Certifica Instituto de Qualidade para tratar sobre uma possível parceria entre o governo e o Instituto com o objetivo de desenvolver capacitações em Produção Integrada para os jovens atendidos pela entidade.
Na oportunidade, o grupo conheceu as ações do Instituto Crescer Legal e, em especial o Programa de Aprendizagem Profissional Rural. A parceria entre MAPA, UFPel e Instituto deverá contemplar palestras sobre boas práticas agrícolas e Produção Integrada, além de visitas técnicas a instituições de pesquisa agropecuária e propriedades que contam com certificação de seus produtos. Para o Instituto



Brasil ainda não aderiu ao protocolo para combater mercado ilegal de tabaco

 Enviar Por E-mail Enviar Por E-mail | Imprimir Imprimir
thumb-11-d-(15)

Único protocolo advindo da Convenção-Quadro precisa de mais 15 adesões de Estados Partes para ser válido. Dia Nacional de Combate ao Contrabando, nesta sexta-feira, 03 de março, reforça a necessidade de exterminar o problema em diversos setores da economia. No Brasil, cigarro é o setor mais prejudicado com o mercado ilegal.
Março 2017 – O comércio ilícito representa quase 10% do mercado mundial de cigarros e este número é significativamente maior em países de baixa e média renda, com até 50% de cigarros provenientes de fontes ilícitas. No Brasil, estima-se que mais de 30% dos cigarros consumidos sejam ilegais. Para travar o problema que tem aumentado ano a ano, o Protocolo para Eliminar o Comércio Ilícito de Produtos de Tabaco foi negociado pelas Partes da Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco (CQCT), da Organização Mundial da Saúde (OMS), durante um



Setor do tabaco participa da posse do novo presidente da FPA

 Enviar Por E-mail Enviar Por E-mail | Imprimir Imprimir
140217_Posse-FPA

Fevereiro de 2017 – Representantes do setor do tabaco participaram no dia 14 de fevereiro, em Brasília, da concorrida posse do deputado Nilson Leitão (PSDB-MT) na presidência da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA). Considerada uma das mais combativas e atuantes do Congresso Nacional, integra 222 deputados e 24 senadores. Leitão sucede o deputado Marcos Montes (PSD-MG), que esteve à frente da entidade nos últimos dois anos. Iro Schünke, presidente do SindiTabaco, Benício Werner, presidente da Afubra, Carlos Galant, executivo da Abifumo, e representantes de empresas do setor prestigiaram o evento que reuniu cerca de 800 convidados.

A solenidade foi marcada pela presença do atual presidente da República, Michel Temer. Em seu discurso, afirmou que “quando nós, no governo, dizemos que o Brasil tem rumo, a primeira direção para a qual olho é, exatamente, a agricultura, o agronegócio”. A cerimônia de



Santa Cruz do Sul sedia reunião do CORESTA

 Enviar Por E-mail Enviar Por E-mail | Imprimir Imprimir
foto01-4

Representantes de dez países e que integram o Board da entidade com sede na França, estiveram reunidos no SindiTabaco durante três dias
Fevereiro de 2017 – Nesta semana, Santa Cruz do Sul recebeu o Board do Centro de Cooperação para Estudos Científicos em Tabaco (CORESTA), com sede na França. O evento contou com a presença do Presidente, Huub Vizée, e do Secretário Geral da entidade, Pierre-Marie Guitton, além de diversos pesquisadores, cientistas, consultores e representantes de centros de pesquisa relacionados a tabaco oriundos de 10 países, como Estados Unidos, Coréia, China, Suíça, França, Japão, Alemanha, México, Holanda e Inglaterra. O grupo esteve reunido na sede do SindiTabaco até esta quarta-feira ao meio dia debatendo diversos temas relacionados à pesquisa e desenvolvimento na indústria do tabaco. Durante as atividades, o grupo também teve acesso aos principais números do setor, apresentados pelo



Educadores participam de capacitação sobre namoro e violência do Projeto Pescar

 Enviar Por E-mail Enviar Por E-mail | Imprimir Imprimir
thumb-Lavoura_Inor-Assmann

Fevereiro 2017 – Os educadores do curso Empreendedorismo em Agricultura Polivalente – Gestão Rural participaram no último dia 16 de fevereiro de um curso de capacitação a convite do Projeto Pescar, instituição que há 40 anos atua na capacitação profissional de jovens e hoje está presente em todo Brasil e exterior. Sob o tema “Namoro e Violência não combinam”, a psicóloga social Cristiane dos Santos Schleiniger abordou questões sobre violência e gênero nas relações afetivo-sexuais entre adolescentes.
 O curso faz parte do processo de aprimoramento constante dos educadores do Crescer Legal, com foco em ações para o desenvolvimento pessoal dos jovens aprendizes. Para Silvia Ramirez, gerente do Programa Social Pescar, as parcerias são uma ferramenta poderosa para a troca de experiência. Silvia conhece bem o Instituto Crescer Legal por fazer parte da consultoria do Instituto e ter sido responsável por



Jovens aprendizes rurais compartilham vivências em Santa Cruz do Sul

 Enviar Por E-mail Enviar Por E-mail | Imprimir Imprimir
foto01-2

Fevereiro 2017 – Cerca de 100 jovens aprendizes rurais do piloto do Programa de Aprendizagem Profissional Rural do Instituto Crescer Legal estiveram reunidos nesta quarta-feira, 15 de fevereiro, em Boa Vista, interior de Santa Cruz do Sul (RS). As cinco turmas do curso Empreendedorismo em Agricultura Polivalente – Gestão Rural compartilharam as vivências dos diferentes períodos do curso e discutiram suas expectativas para as próximas atividades. Os educadores do Instituto coordenaram o seminário realizado na Comunidade Nossa Senhora Auxiliadora e na Escola Estadual de Ensino Fundamental Guilherme Simonis.
A programação teve início nesta manhã, com o acolhimento dos aprendizes pela equipe de educadores sociais do Instituto Crescer Legal. A educadora líder Eloisa Klein apresentou um resgate de imagens das atividades realizadas pelas turmas desde maio de 2016. Em seguida, distribuídos em grupos formados por integrantes de diferentes municípios, os aprendizes



Educadores do Instituto Crescer Legal visitam propriedades dos jovens aprendizes rurais

 Enviar Por E-mail Enviar Por E-mail | Imprimir Imprimir
Foto01

Fevereiro 2017 – Mesmo no recesso as atividades do Programa de Aprendizagem Profissional Rural do Instituto Crescer Legal não param. Os educadores das cinco turmas do curso Empreendedorismo em Agricultura Polivalente – Gestão Rural estão percorrendo o interior de Candelária, Vera Cruz, Venâncio Aires, Vale do Sol e Santa Cruz do Sul, em visitas pedagógicas programadas aos jovens aprendizes e suas famílias. O objetivo dos encontros é estreitar a relação entre educadores, aprendizes e suas famílias para direcionar os cursos desenvolvidos ao encontro dos anseios e necessidades desses jovens.
“Estar com as famílias periodicamente, apresentando o andamento do projeto e conhecendo o jovem dentro do seu ambiente familiar faz com que os educadores se aproximem dos pais, comentando sobre o desenvolvimento dos seus filhos, e recebam em troca um feedback das famílias quanto às expectativas em relação ao curso. O



Hora de devolver as embalagens de agrotóxicos

 Enviar Por E-mail Enviar Por E-mail | Imprimir Imprimir
thumb_brasil-exporta

Até o dia 07 de março, produtores de tabaco de 54 municípios gaúchos poderão devolver as embalagens vazias de agrotóxicos tríplice lavadas.
Janeiro 2017 – O tabaco é, segundo pesquisas o produto comercial agrícola que menos utiliza agrotóxicos, mas provavelmente o que mais se preocupa com o descarte correto das embalagens vazias. Sejam aquelas utilizadas para o tabaco ou para outras culturas, o produtor conta há 17 anos com um sistema itinerante de devolução, com hora marcada e próximo da propriedade rural.
Atualmente, o programa itinerante desenvolvido pelo Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco (SindiTabaco), percorre a Região Central do RS. Nos próximos dias, estará em Cerro Branco (30 a 31 de janeiro), Paraíso do Sul (1º de fevereiro), Restinga Seca e Formigueiro (02 de fevereiro). Na semana seguinte, será a vez de Dona Francisca (06 de fevereiro) e Agudo



Quase 50% dos municípios da Região Sul do Brasil produzem tabaco

 Enviar Por E-mail Enviar Por E-mail | Imprimir Imprimir
thumb-Lavoura_Inor-Assmann

A cultura está presente em 574 dos 1.191 municípios do sul do País. Sete dos 10 maiores municípios produtores de tabaco do Brasil são gaúchos. Depois de muitos anos sendo o maior produtor de tabaco brasileiro, Venâncio Aires (RS) fica na terceira posição, depois de Canguçu e São Lourenço do Sul.
Janeiro 2017 – Produto de inquestionável importância no agronegócio brasileiro, o tabaco, além de manter o homem no campo com qualidade de vida, é a principal fonte de receita para centenas de municípios. Com mais de 98% da produção concentrada na Região Sul do Brasil, o tabaco é em muitos municípios a mola propulsora do desenvolvimento. É o caso de Canguçu, no sul do Rio Grande do Sul, que na última safra ocupou a liderança do ranking de maiores produtores de tabaco, seguido de São Lourenço do Sul e


1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 ... 39 40   Próximo »