Releases


Logística reversa chega aos produtores da Serra gaúcha

 Enviar Por E-mail Enviar Por E-mail | Imprimir Imprimir

Até o dia 14 de junho, produtores de tabaco de 90 municípios gaúchos poderão devolver as embalagens vazias de agrotóxicos tríplice lavadas em programa itinerante desenvolvido pelo SindiTabaco.
Março 2017 – Depois de percorrer a região central do Rio Grande do Sul, o Programa de Recebimento de Embalagens Vazias de Agrotóxicos estará até o dia 14 de junho na região da Serra gaúcha. Em andamento desde o ano 2000, o programa itinerante desenvolvido pelo Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco (SindiTabaco) atende 550 municípios gaúchos e catarinenses em 2,6 mil pontos de recebimento no meio rural, beneficiando um universo de 116 mil produtores de tabaco.
Nesta semana os caminhões do programa percorrem Arroio do Tigre. No mês de abril, estarão em Estrela Velha (03 de abril), Salto do Jacuí (04 de abril), Tunas (05 de abril), Lagoão (06 de abril),



Com boas perspectivas, jovens cogitam permanecer no campo

 Enviar Por E-mail Enviar Por E-mail | Imprimir Imprimir
thumb-461

30 de março 2017 (Dia Mundial da Juventude) – A condição socioeconômica superior das famílias produtoras de tabaco é um dos fatores que estão fazendo com que mais de 70% dos jovens construam seus projetos de vida na continuidade das atividades rurais. Essa nova situação foi revelada em pesquisa encomendada pelo Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco (SindiTabaco) ao Centro de Estudos e Pesquisas em Administração da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (CEPA/UFRGS). Realizado no segundo semestre de 2016, o estudo também apontou os diversos motivos que estão influenciando nas decisões da nova geração.
A renda auferida, 73% superior à do trabalhador brasileiro (de R$ 1.926,73 enquanto que a média nacional é de R$ 1.113,00), é apenas um dos diferenciais. Outros são o conforto doméstico e a crescente mecanização que facilita as atividades agrícolas. Além disso, o alto



Mercado de cigarros, contrabando e ações sustentáveis marcam Reunião das Américas da ITGA

 Enviar Por E-mail Enviar Por E-mail | Imprimir Imprimir
thumb-Daniel-Green-2

Março 2017 – Dados do Euromonitor apontam que 5,6 trilhões de cigarros são consumidos mundialmente, o que representa uma queda de 1,8% entre 2014 e 2015. A estimativa é que 20,4% dos adultos sejam fumantes e o mercado global de cigarros movimente US$ 698,5 bilhões, sendo US$ 3,08 o custo médio do pacote de cigarros. A China representa 46% do consumo mundial de cigarros e apresentou uma queda de 2% em 2015. O mercado de cigarros chinês é 10 vezes maior que o segundo colocado, a Rússia, seguido pelos EUA, Indonésia, Japão e Turquia. Estes foram algumas das informações compartilhadas durante a Reunião das Américas promovida pela Associação Internacional dos Produtores de Tabaco (International Tobacco Growers’ Association – ITGA), no auditório do Memorial da Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), nesta sexta-feira, 24 de março, em Santa Cruz do



Preço e classificação do tabaco são temas de audiência pública durante Expoagro Afubra

 Enviar Por E-mail Enviar Por E-mail | Imprimir Imprimir
Thumb-IS

Março 2017 – Segundo produto na pauta de exportações gaúchas e sexta cultura agrícola no País, o preço e a classificação do tabaco foram temas de audiência pública promovida pela Comissão de Agricultura da Assembleia Legislativa do RS durante a 17ª Expogro Afubra. O evento realizado nesta quinta-feira, 23 de março, no Parque de Exposições, em Rincão Del Rey, Rio Pardo (RS), contou com a participação de entidades representativas dos produtores, representantes das indústrias, parlamentares, produtores rurais e imprensa.
Todos os assuntos relacionados à comercialização (custo de produção, negociação de preço e classificação) são tratados diretamente e individualmente entre empresas e representação dos produtores. Mesmo sem fazer parte da negociação, o presidente do Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco (SindiTabaco), Iro Schünke, participou da audiência pública.
“Em respeito aos produtores e seus representantes, bem como aos parlamentares que se envolvem



Solo protegido, sinônimo de água limpa

 Enviar Por E-mail Enviar Por E-mail | Imprimir Imprimir
thumb-459

Programa Microbacias Hidrográficas incentiva as boas práticas agrícolas que minimizam os impactos ambientais e interferem diretamente na qualidade da água.
22 de março 2017 (Dia Mundial da Água) – Todos nós precisamos de água: seja para matar a sede, cozinhar, para a higiene ou lazer, a água é fundamental em nossas vidas. A Agência Nacional de Águas (ANA) estima que no Brasil 61% da água é aplicada na agropecuária. O restante é dividido entre as áreas urbana (22%) e industrial (17%). O produtor rural depende da água para praticamente tudo que faz: irrigar plantações, dar de beber aos animais e na fabricação de outros produtos. E assim como a indústria e a população urbana, o produtor rural também tem em mãos uma grande responsabilidade: proteger a água e sua qualidade.
A agricultura não apenas influencia a manutenção da disponibilidade dos



Expoagro Afubra movimenta agricultura familiar e coloca as florestas em debate

 Enviar Por E-mail Enviar Por E-mail | Imprimir Imprimir
thumb-Expoagro

Março 2017 – O presidente do Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco (SindiTabaco), Iro Schünke, participou da solenidade de abertura da 17ª Expogro Afubra nesta terça-feira, 21 de março, no Parque de Exposições, em Rincão Del Rey, Rio Pardo (RS). Considerada a maior feira da agricultura familiar do Brasil, a programação vai até o dia 23 de março. Realizada anualmente pela Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), em 2017 a feira tem, pela primeira vez, uma temática específica: floresta. Seminários e palestras sobre o tema serão realizados, além de atrações como apresentação de novas tecnologias, pesquisas e equipamentos voltados não só à preservação florestal, mas ligados também a outras atividades agrícolas.
Participaram do evento autoridades, representantes de sindicatos, associações, órgãos públicos, produtores, expositores e imprensa. O governo do Estado do Rio Grande do Sul esteve representado pelo vice-governador, José Paulo



Ministério da Agricultura projeta parceria com o Instituto Crescer Legal

 Enviar Por E-mail Enviar Por E-mail | Imprimir Imprimir
thumb-458

Fevereiro 2017 – O Instituto Crescer Legal dá mais um passo para ampliar seus projetos e fortalecer o programa para capacitar jovens do meio rural. Na última quinta-feira, 16 de fevereiro, a instituição recebeu representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) e do Certifica Instituto de Qualidade para tratar sobre uma possível parceria entre o governo e o Instituto com o objetivo de desenvolver capacitações em Produção Integrada para os jovens atendidos pela entidade.
Na oportunidade, o grupo conheceu as ações do Instituto Crescer Legal e, em especial o Programa de Aprendizagem Profissional Rural. A parceria entre MAPA, UFPel e Instituto deverá contemplar palestras sobre boas práticas agrícolas e Produção Integrada, além de visitas técnicas a instituições de pesquisa agropecuária e propriedades que contam com certificação de seus produtos. Para o Instituto



Brasil ainda não aderiu ao protocolo para combater mercado ilegal de tabaco

 Enviar Por E-mail Enviar Por E-mail | Imprimir Imprimir
thumb-11-d-(15)

Único protocolo advindo da Convenção-Quadro precisa de mais 15 adesões de Estados Partes para ser válido. Dia Nacional de Combate ao Contrabando, nesta sexta-feira, 03 de março, reforça a necessidade de exterminar o problema em diversos setores da economia. No Brasil, cigarro é o setor mais prejudicado com o mercado ilegal.
Março 2017 – O comércio ilícito representa quase 10% do mercado mundial de cigarros e este número é significativamente maior em países de baixa e média renda, com até 50% de cigarros provenientes de fontes ilícitas. No Brasil, estima-se que mais de 30% dos cigarros consumidos sejam ilegais. Para travar o problema que tem aumentado ano a ano, o Protocolo para Eliminar o Comércio Ilícito de Produtos de Tabaco foi negociado pelas Partes da Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco (CQCT), da Organização Mundial da Saúde (OMS), durante um



Setor do tabaco participa da posse do novo presidente da FPA

 Enviar Por E-mail Enviar Por E-mail | Imprimir Imprimir
140217_Posse-FPA

Fevereiro de 2017 – Representantes do setor do tabaco participaram no dia 14 de fevereiro, em Brasília, da concorrida posse do deputado Nilson Leitão (PSDB-MT) na presidência da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA). Considerada uma das mais combativas e atuantes do Congresso Nacional, integra 222 deputados e 24 senadores. Leitão sucede o deputado Marcos Montes (PSD-MG), que esteve à frente da entidade nos últimos dois anos. Iro Schünke, presidente do SindiTabaco, Benício Werner, presidente da Afubra, Carlos Galant, executivo da Abifumo, e representantes de empresas do setor prestigiaram o evento que reuniu cerca de 800 convidados.

A solenidade foi marcada pela presença do atual presidente da República, Michel Temer. Em seu discurso, afirmou que “quando nós, no governo, dizemos que o Brasil tem rumo, a primeira direção para a qual olho é, exatamente, a agricultura, o agronegócio”. A cerimônia de



Santa Cruz do Sul sedia reunião do CORESTA

 Enviar Por E-mail Enviar Por E-mail | Imprimir Imprimir
foto01-4

Representantes de dez países e que integram o Board da entidade com sede na França, estiveram reunidos no SindiTabaco durante três dias
Fevereiro de 2017 – Nesta semana, Santa Cruz do Sul recebeu o Board do Centro de Cooperação para Estudos Científicos em Tabaco (CORESTA), com sede na França. O evento contou com a presença do Presidente, Huub Vizée, e do Secretário Geral da entidade, Pierre-Marie Guitton, além de diversos pesquisadores, cientistas, consultores e representantes de centros de pesquisa relacionados a tabaco oriundos de 10 países, como Estados Unidos, Coréia, China, Suíça, França, Japão, Alemanha, México, Holanda e Inglaterra. O grupo esteve reunido na sede do SindiTabaco até esta quarta-feira ao meio dia debatendo diversos temas relacionados à pesquisa e desenvolvimento na indústria do tabaco. Durante as atividades, o grupo também teve acesso aos principais números do setor, apresentados pelo


1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 ... 40 41   Próximo »